quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Vacina contra intolerância ao glúten será testada em humanos: doença celíaca


glutem_celiaca


Uma vacina capaz de curar a intolerância ao glúten está mais perto, e poderá revolucionar a vida dos pacientes que sofrem de doença celíaca.
O medicamento poderá travar a reação do organismo à proteína, que está presente em quase tudo que é saboroso, como pão, massas, bolos e até salsichas. 
A vacina está sendo desenvolvida por uma companhia norte-americana, a Immusant Inc., e foi testada com sucesso em laboratório.
Em breve tertão início os ensaios em humanos.
A "NexVax2", como foi batizada, reprograma o sistema imunitário e evita que este desencadeie um ataque em resposta à ingestão de glúten. 
De acordo com o jornal britânico Daily Mail, o remédio, que deverá ser administrado por uma série de injeções, contém pequenos fragmentos das proteínas responsáveis pela reação excessiva do sistema imunitário durante o processo digestivo.
Elas vão "ludibriar" o organismo até que este passe a aceitar o glúten como não sendo prejudicial à saúde.
Os testes clínicos vão começar pelos EUA, Austrália e Nova Zelândia com mais de 100 pacientes.
Segundo um porta-voz da Immusant Inc., a companhia espera que a "NexVax2 reduza dramaticamente a resposta do sistema imunitário ao glúten, para que as pessoas retomem uma dieta normal e voltem a sentir-se saudáveis".  
A doença celíaca é uma doença autoimune que afeta milhões de pessoas todo o mundo.
Atualmente não há tratamento para a patologia, que, em reação à ingestão de glúten, provoca sintomas como vómitos ou diarreia, que podem durar vários dias, aumentando também o risco de osteoporose, infertilidade e câncer no intestino.
Com informações do Daily Mail.

Nenhum comentário:

Postar um comentário